Por que traímos?

foto por: Jeremy Bishop em Unsplash

Talvez pensemos que Judas foi o único vilão na história e que foi o único que traiu Jesus, mas isto não é um fato, pois Pedro O negou, embora tenha sido alertado, mas e quanto a nós? Somos traidores? Sim, muitas vezes quando não compreendemos o nosso papel, nossas responsabilidades no Reino e o nosso compromisso com o Pai e Sua vontade.

Judas traiu porque suas expectativas não foram atendidas. Ele esperava que Cristo, como o Messias, iria restabelecer todas as coisas e libertar Israel dos romanos, por isso Ele traiu, como está no evangelho de João, capítulo dezoito, versículos dois e três:  “E Judas, o traidor, também conhecia aquele lugar, porque Jesus ali estivera muitas vezes com seus discípulos. Tendo, pois, Judas recebido a escolta e, dos principais sacerdotes e dos fariseus, alguns guardas, chegou a este lugar com lanternas, tochas e armas.” (João 18.2–3, BEARA).

Pedro traiu também, quando negou a Jesus diante da criada, como está nos versículos dezessete e dezoito: “Então, a criada, encarregada da porta, perguntou a Pedro: Não és tu também um dos discípulos deste homem? Não sou, respondeu ele. Ora, os servos e os guardas estavam ali, tendo acendido um braseiro, por causa do frio, e aquentavam-se. Pedro estava no meio deles, aquentando-se também.” (João 18.17–18, BEARA).

E nós? Quando negamos? Quando pensamos que viver o reino de Deus se trata somente da salvação pela graça e não nos comprometemos com a vontade do Pai. Quando permanecemos como crianças espirituais, isto é, quando não fazemos a jornada de amadurecimento, expressando que somos discípulos de Jesus, quando não negamos a nós mesmos e nem a nossa vontade, quando rejeitamos as obras que Deus realizou e continuamos a viver como pessoas naturais e não seguimos o modelo de Cristo.

Temos e precisamos compreender que necessitamos fazer a jornada de amadurecimento, de conhecimento da vontade do Pai e rejeitamos a nossa natureza humana, tomamos a nossa cruz, nos empenhamos na prática da justiça, seguindo o modelo de Cristo, pois só assim, aprenderemos a expressar o Senhor.

Anúncios