Toda a lei e os profetas!

foto por: Henri Pham em Unsplash

Jesus conversando e ensinando aos religiosos que Lhe questionaram, responde que dois mandamentos traduzem toda a lei e os profetas: amar a Deus e ao próximo. Temos que entender que estes ainda continuam válidos e que precisamos compreender para que possamos vivê-los na plenitude da vontade de nosso Deus e Pai, revelando-O ao mundo.

A resposta de Jesus sobre o questionamento, está em Mateus, capítulo vinte e dois, do versículo trinta e sete ao quarenta que diz: “Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.” (Mateus 22.37–40, BEARA).

Estes dois mandamentos estão inteiramente ligados. É impossível afirmarmos que amamos a Deus se não amamos quem está próximo de nós.  E se não revelamos o amor de Deus em nossos relacionamentos, implica que não O amamos. Nisto somente expressamos religiosidade.

Amar como Deus, implica em fazermos da nossa vida uma oferta em favor das pessoas. Para fazê-la, precisamos conhecer a Deus, tendo o nosso ser totalmente voltados para Ele e Sua vontade, pois somente através do conhecimento do Pai é que compreendemos o que significa amar o próximo, por isso, a questão não está em quem é o nosso próximo, mas temos sido o próximo de quem?

Que possamos compreender, ter o entendimento e vivermos na plenitude da vontade do Pai, ofertando nossas vidas em favor das pessoas para que O conheçam e compreendam a Sua vontade.

Anúncios