O que é fazer a vontade de Deus?

foto por: Chris Barbalis em Unsplash

Se não compreendermos o que seja a vontade de Deus, o que Ele planejou para nós, porque nos salvou e qual o propósito de nossas vidas não cumpriremos o nosso papel, revelamos que não andamos por fé, mas segundo as nossas crendices e interesses pessoais, de maneira egoísta e egocêntrica como qualquer criança mimada que não quer se submeter à vontade dos pais, mas fazê-los escravos.

Jesus contou uma estória, querendo ensinar aos fariseus, em Mateus, capítulo vinte e um, do versículo vinte e oito ao trinta e um: “E que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Chegando-se ao primeiro, disse: Filho, vai hoje trabalhar na vinha. Ele respondeu: Sim, senhor; porém não foi. Dirigindo-se ao segundo, disse-lhe a mesma coisa. Mas este respondeu: Não quero; depois, arrependido, foi. Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram: O segundo. Declarou-lhes Jesus: Em verdade vos digo que publicanos e meretrizes vos precedem no reino de Deus.” (Mateus 21.28–31, BEARA).

E nós, temos sido como os religiosos da época de Jesus? Temos falado sobre a vontade de Deus, mas nós mesmos temos nos submetido a ela? Precisamos compreender que não se trata de conhecer sobre, mas de vivê-la, expressando o Pai ao mundo, sendo como Cristo. Não se trata da nossa luta e resistência, mas, de nos submetermos. Precisamos compreender que temos que nos sujeitar à vontade do Pai e viver segundo ela, para que cumpramos o nosso papel e sejamos sua expressão no mundo.

Fomos chamados para sermos luz neste mundo, para realizarmos as obras que glorificam o Pai. Fazer as obras de Deus, é vivermos neste mundo, nos relacionando com as pessoas, segundo os valores eternos, manifestando as virtudes do Pai, não existe nada mais que isso.

Que possamos nos submeter à vontade do Pai e andarmos como Seus filhos, sendo imitadores de Cristo.

Anúncios