Anunciamos primeiramente a nossa volta

foto por: Mayeul de Buyer em Unsplash

Anunciar o evangelho, revelar o Reino de Deus, não é algo que começamos a fazer longe, mas, à nossa volta, perto de nós. Precisamos revelar, primeiramente o Reino aqui, às pessoas que nos cercam, para então irmos mais longe. Anunciar o Reino não requer recurso, mas, que as nossas vidas traduzam Deus ao mundo, que O revelem e que manifestemos as Suas virtudes.

Jesus, quando enviou os discípulos falou sobre isso, o fazer perto, como está em Mateus, capítulo dez, do versículo cinco ao oito: “A estes doze enviou Jesus, dando-lhes as seguintes instruções: Não tomeis rumo aos gentios, nem entreis em cidade de samaritanos; mas, de preferência, procurai as ovelhas perdidas da casa de Israel; e, à medida que seguirdes, pregai que está próximo o reino dos céus. Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios; de graça recebestes, de graça dai.” (Mateus 10.5–8, BEARA).

Temos que entender que como um fermento na massa, precisamos chegar a todos os cantos, mas precisamos primeiramente contaminar aqueles que estão próximos como o fermento do Reino de Deus, sendo modelos, exemplos, testemunhando e santificando o nome do Pai, revelando-O ao mundo.

Nossa vida tem que ser na essência uma oferta, um morrer para nós mesmos, sermos expressão do Pai, manifestando a Sua vida a todos que nos cercam, só assim o Reino cresce e se expande como é da Sua vontade.

Anúncios