A fé se expressa na obediência!

foto por: Hamish Clark em Unsplash

Quando lemos, ouvimos e refletimos sobre a história de Jesus com o Centurião e a fé que ele revelou, compreendemos que ela se trata de conhecimento e também, de compreensão do verdadeiro conceito de autoridade e obediência a uma palavra proferida. O Centurião falou a Jesus que não precisava que Ele fosse, mas que simplesmente o enviasse com uma palavra. Como o Centurião, precisamos aprender a viver por fé, segundo a palavra proferida por Jesus e não mediante a necessidade e pedidos de confirmação.

Esta história está em Mateus, capítulo oito, do versículo cinco ao sete:  “Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, apresentou-se-lhe um centurião,implorando: Senhor, o meu criado jaz em casa, de cama, paralítico, sofrendo horrivelmente. Jesus lhe disse: Eu irei curá-lo.” (Mateus 8.5–7, BEARA).Quando lemos, ouvimos e refletimos sobre a história de Jesus com o Centurião e a fé que ele revelou, compreendemos que ela se trata de conhecimento e também, de compreensão do verdadeiro conceito de autoridade e obediência a uma palavra proferida. O Centurião falou a Jesus que não precisava que Ele fosse, mas que simplesmente o enviasse com uma palavra. Como o Centurião, precisamos aprender a viver por fé, segundo a palavra proferida por Jesus e não mediante a necessidade e pedidos de confirmação.

Nos versículos oito e nove, podemos ler sobre a compreensão de fé que o Centurião tinha: “Mas o centurião respondeu: Senhor, não mereço receber-te debaixo do meu teto. Mas dize apenas uma palavra, e o meu servo será curado. Pois eu também sou homem sujeito à autoridade e com soldados sob o meu comando. Digo a um: Vá, e ele vai; e a outro: Venha, e ele vem. Digo a meu servo: Faça isto, e ele faz.” (Mateus 8.8–9, NVI). E Jesus, no versículo treze o envia segundo a sua fé: “Então, disse Jesus ao centurião: Vai-te, e seja feito conforme a tua fé. E, naquela mesma hora, o servo foi curado.” (Mateus 8.13, BEARA).

Precisamos conhecer o Pai, compreender quem Ele é, Sua natureza, vontade e obras realizadas em nossas vidas, para que aprendamos e compreendamos a autoridade que Ele depositou em nós para vivermos neste mundo como Seus filhos, revelando o Seu reino e sendo Sua expressão por meio do Corpo de Cristo.

Não podemos viver de qualquer maneira, pelo pensamento natural, temos que andar por fé como o justo, segundo a palavra proferida pelo Senhor. Aprender, amadurecer e crescer neste processo e ensinarmos outros a viverem da mesma forma, e assim, esses ajudarem outros nesta jornada para que façam o mesmo.

Anúncios