Filhos de um Pai eterno

daiga-ellaby-233073 - 500x250

foto por: Daiga Ellaby em Unsplash

Fomos comprados por um preço muito alto, feitos filhos pela obra de Cristo na cruz em nosso favor que derramou o Seu sangue e nos comprou para Deus. Como filhos precisamos honra-Lo e glorifica-Lo, praticando obras que estejam alinhadas com a Sua vontade e com o que Ele faz. Como filhos não podemos viver diferente Dele, nem deixarmos de ser santos e de fazer obra que O expressem.

Pedro escrevendo sobre isso, afirma em sua primeira carta, capítulo um, do versículo dezessete ao vinte e um: “Quando oram a Deus, vocês o chamam de Pai, ele que julga com igualdade as pessoas, de acordo com o que cada uma tem feito. Portanto, durante o resto da vida de vocês aqui na terra tenham respeito a ele. Pois vocês sabem o preço que foi pago para livrá-los da vida inútil que herdaram dos seus antepassados. Esse preço não foi uma coisa que perde o seu valor como o ouro ou a prata. Vocês foram libertados pelo precioso sangue de Cristo, que era como um cordeiro sem defeito nem mancha. Ele foi escolhido por Deus antes da criação do mundo e foi revelado nestes últimos tempos em benefício de vocês. Por meio dele vocês crêem em Deus, que o ressuscitou e lhe deu glória. Assim a fé e a esperança que vocês têm estão firmadas em Deus.” (1Pedro 1.17–21, NTLHE). E nos versículos vinte e dois e vinte e três, afirma: “ Agora que vocês já se purificaram pela obediência à verdade e agora que já têm um amor sincero pelos irmãos na fé, amem uns aos outros com todas as forças e com um coração puro. Pois vocês, pela viva e eterna palavra de Deus, nasceram de novo como filhos de um Pai que é imortal e não de pais mortais.” (1Pedro 1.22–23, NTLHE).

Como filhos de Deus não podemos viver de maneira diferente Dele. Temos que ser Seus imitadores, precisamos santificar o procedimento para honra-Lo e glorifica-Lo e só fazemos isso quando entendemos a Sua salvação e misericórdia e como filhos temos que  amar as pessoas e revela-Lo em boas obras.

 

Anúncios