Falamos do que vimos e ouvimos

Falamos do que vimos e ouvimos

foto por: Jon Asato em Unsplash

A vida eterna está em conhecer o Pai e a Jesus Cristo como Salvador e Senhor de todos e que Sua obra na cruz foi para que O conhecêssemos e andássemos na Sua vontade, sendo Sua expressão neste mundo, andando na luz e revelando o reino de Deus, e fazemos isso quando mantemos comunhão uns com os outros.

João escrevendo a sua primeira carta, fala de Cristo e desta palavra revelada, no capítulo um, versículos um e dois: “Estamos escrevendo a vocês a respeito da Palavra da vida, que existiu desde a criação do mundo. Nós a ouvimos e com os nossos próprios olhos a vimos. De fato, nós a vimos, e as nossas mãos tocaram nela. Quando essa vida apareceu, nós a vimos. É por isso que agora falamos dela e anunciamos a vocês a vida eterna que estava com o Pai e que nos foi revelada.” (1João 1.1–2, NTLHE).

Por que compartilhamos com relação a Palavra da vida? Por um simples motivo, pois é Cristo que nos une ao Pai e uns aos outros, para revela-Lo ao mundo, como podemos ler no versículo três: “Contamos a vocês o que vimos e ouvimos para que vocês estejam unidos conosco, assim como nós estamos unidos com o Pai e com Jesus Cristo, o seu Filho.” (1João 1.3, NTLHE). E temos que entender que é esta união com o Pai, com o Filho e uns com os outros que nos conduz à alegria completa, pois é Nele que temos o pleno contentamento, como podemos ler no versículo quatro: “Escrevemos isso para que a nossa alegria seja completa.” (1João 1.4, NTLHE). Agora, o que temos que entender que a mensagem é simples, pois estarmos unidos com Cristo, implica em andarmos na luz, isto é, vivermos segundo a justiça de Deus, fazendo a Sua vontade, como está nos versículos cinco e seis: “A mensagem que Cristo nos deu e que anunciamos a vocês é esta: Deus é luz, e não há nele nenhuma escuridão. Portanto, se dizemos que estamos unidos com Deus e ao mesmo tempo vivemos na escuridão, então estamos mentindo com palavras e ações.” (1João 1.5–6, NTLHE).

Quando estamos unidos com Cristo, não temos outra opção, outra maneira de viver que não rejeitar as paixões humanas, o pensamento deste mundo para revela-Lo ao mundo. Somente morrendo para nós mesmos, tomando a cruz e seguindo o Seu modelo que manteremos a comunhão uns com os outros, revelaremos o Pai e andaremos em plenitude de vida e assim, falaremos do que vimos e ouvimos, pois andarmos na luz, implica em conhecermos o Pai e a Seu Filho Jesus Cristo, o Senhor e Salvador. Quando revelamos o Pai, agimos com compaixão, pois O revelamos às pessoas.

Anúncios