O que buscamos?

conhecimento da vontade de Deus

foto por: Ryan Wilson on Unsplash

Quando nos voltamos para Deus o que estamos de fato buscando? Este é um ponto importante para pensarmos e refletirmos. Se O buscarmos por aquilo que Ele pode fazer ou seja o Seu poder, nos perderemos em nossa religiosidade, mas quando O buscarmos para conhece-Lo, reconhecendo que Ele é o Criador de todas as coisas, aprenderemos a olhar tudo pela perspectiva espiritual e não pelo pensamento natural.

Isto não é novidade, pois desde que Ele veio ao mundo, como relatado em João, capítulo seis, versículo dois, vemos que as pessoas O buscavam pelo Seu poder: “Uma grande multidão o seguia porque eles tinham visto os milagres que Jesus tinha feito, curando os doentes.” (João 6.2, NTLHE). E reconheciam os Seus milagres, compreendiam que tinham vindo de Deus, como está no versículo quatorze: “Os que viram esse milagre de Jesus disseram: De fato, este é o Profeta que devia vir ao mundo!” (João 6.14, NTLHE). Mas mesmo diante deste fato, continuavam a busca-Lo pelo Seu poder, no versículo vinte e quatro: “Quando viram que Jesus e os seus discípulos não estavam ali, subiram nos barcos e saíram para Cafarnaum a fim de procurá-lo.” (João 6.24, NTLHE).

Quando agimos desta maneira não conheceremos a Cristo, não compreenderemos a vontade de Deus, nem viveremos segundo a perspectiva espiritual que Ele planejou para nós. Seremos como crianças espirituais, pessoas imaturas e não assumiremos a responsabilidade do crescimento e amadurecimento, não aprenderemos a cuidar uns dos outros. Precisamos entender que embora possamos buscar pelo poder, precisamos de fato prosseguir a nossa jornada buscando o conhecimento da Sua vontade, para agirmos como Ele, sendo Seus imitadores, revelando as Suas virtudes especialmente a Sua compaixão.

Anúncios