Não buscar a Cristo pelo poder

foto por: Aziz Acharki on Unsplash

A questão não é crer em Deus, nem crer no Cristo, mas nos submetermos a Ele conforme o plano e vontade de Deus para vivermos neste mundo como filhos revelando O ao mundo e expressando a Sua vontade. Podemos até crer Nele, mas isto não é suficiente, pois o próprio Diabo crê e teme. A questão está em nos submetermos a Sua vontade e buscarmos o Seu conhecimento, pois nisto está a vida eterna.

No evangelho de João, no capítulo dois, do versículo vinte e três ao vinte e cinco, podemos ler: “Estando ele (Jesus) em Jerusalém, durante a Festa da Páscoa, muitos, vendo os sinais que ele fazia, creram no seu nome; mas o próprio Jesus não se confiava a eles, porque os conhecia a todos. E não precisava de que alguém lhe desse testemunho a respeito do homem, porque ele mesmo sabia o que era a natureza humana.” (João 2.23–25, BEARA).

Existe uma diferença muito grande entre buscar e crer em Cristo por causa do Seu poder, porque irá suprir e resolver os problemas e O buscar para o conhecermos, compreendermos a Sua vontade e a ela nos submetermos. No primeiro caso, a busca do interesse próprio, atendimento da natureza humana, no segundo o entendimento para cumprir a Sua vontade.

Ser cristão está no ato de buscarmos a Deus, buscarmos o Seu conhecimento para vivermos a Sua vontade e andarmos neste mundo como Seus imitadores, crendo, que a reconciliação, a salvação é por Sua graça por meio da fé em Cristo Jesus e que vivemos neste mundo para sermos uma oferta em favor da pessoas para que conheçam o Pai, por isso, não podemos buscar a Cristo por causa do Seu poder.

Anúncios