Podemos suprir as necessidades das pessoas?

Algumas vezes estamos diante de situações que não vemos de que maneira poderíamos ajudar, pois o recurso é escasso. Isto acontece porque não aprendemos a depender de Deus que é o responsável por prover todos os recursos necessários para o que Ele nos chama para fazer. Temos o exemplo no evangelho de Marcos, capítulo seis, do versículo trinta e cinco ao trinta e oito, quando Jesus determina que os discípulos alimentassem a multidão:

Em declinando a tarde, vieram os discípulos a Jesus e lhe disseram: É deserto este lugar, e já avançada a hora; despede-os para que, passando pelos campos ao redor e pelas aldeias, comprem para si o que comer. Porém ele lhes respondeu: Dai-lhes vós mesmos de comer. Disseram-lhe: Iremos comprar duzentos denários de pão para lhes dar de comer? E ele lhes disse: Quantos pães tendes? Ide ver! E, sabendo-o eles, responderam: Cinco pães e dois peixes.” (Marcos 6.35–38 RA).

Nossa perspectiva é limitada quanto ao que Deus pode fazer. Eles não viam saída para a situação, pois o que era necessário para alimentar a multidão correspondia a sete meses de trabalho. As aldeias próximas não eram grandes o suficiente para suprir a necessidade das pessoas, pois não tinham mais que três mil habitantes. Como resolver a questão? É neste momento que entra o nosso Deus, pois situações como essa requer a manifestação do Seu poder, é isso que Jesus revela. Por meio do milagre, com os poucos pães e peixes, alimenta as cinco mil pessoas e ainda recolhem uma quantidade espetacular de alimento.

Não podemos andar neste mundo segundo a perspectiva natural, mas temos que viver conforme a verdade eterna, sabendo que dependemos inteiramente de Deus para realizar qualquer obra que Ele nos chama para fazer, inclusive suprir as necessidades dos que necessitam.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE