O interesse econômico

Precisamos refletir sobre nossas decisões e ações e o quanto elas estão carregadas de interesse próprio ou mesmo econômico, pois se priorizamos as coisas desta vida, se o que buscamos é o interesse de nosso ventre, estamos focando e priorizando a forma de pensar deste mundo e andando segundo a natureza humana. Quando compreendemos a libertação por meio de Cristo e priorizamos as pessoas, a obra que Ele realiza e o chamado que temos, não nos importaremos com os bens materiais, mas daremos prioridade aos valores eternos e às pessoas, não a coisas. Eles, os gerasenos, pediram a Jesus que se retirasse por causa da perda econômica e do risco que Ele representava para a região, não viram a libertação que lhes era trazida.