Quando deixamos a corrupção dominar…

Compreendendo quem somos, não podemos nos deixar ser levado pela natureza humana e nem pela corrupção do coração natural, mas lembrarmos que somos novas criaturas, segundo a imagem de Cristo, para revelar o nosso Deus e Pai ao mundo.