A sublimidade da união

A sublimidade da união

foto por: freestocks em Unsplash

Jesus ensinando sobre a importância e o quão sublime é o casamento, afirma em Mateus, capítulo dezenove, do versículo quatro ao seis:

Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne? De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” (Mateus 19.4–6, RA).

O casamento, a união de um homem e uma mulher, não se trata simplesmente de uma instituição, não é somente um contrato com possibilidade de ser rompido. Temos que entender a sua profundidade, especialmente quando Jesus afirma que os dois se tornarão uma só carne. O propósito do casamento está em revelar o plano de Deus, de dois seres se tornarem um só, onde não são mais dois, mas somente um, com um propósito, movidos pelo mesmo desejo. Temos que entender que não se trata de não ter desafios, mas, assim como nós temos na nossa individualidade, dificuldades e problemas, também os enfrentaremos no casamento. Mas a questão é que agora, não são dois, mas um, onde os dois precisam por causa da relação, agirem como um, buscarem juntos, se empenharem, sendo perseverantes. É através do casamento que Deus revela o Seu plano sobre Ele e nós seres humanos, mas esta união precisa de compromisso, fidelidade e honra.

Na união homem e mulher, por meio do casamento, podemos aprender sobre o plano e a vontade de Deus, de maneira que assim como o Pai e o Filho são um, nós por meio da obra redentora de Cristo, nos tornamos um com o nosso Deus. E precisamos honrar esta relação, glorificando o nosso Deus e Pai por meio das nossas relações agindo em favor do reino e de Sua vontade, assim como Ele fez tudo em nosso favor, para que tivéssemos vida, a verdadeira.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE