Buscamos o perdido?

Buscamos o perdido

foto por: Herr Bohn em Unsplash

Jesus na questão do Zaqueu nos traz um ensino muito importante quanto ao nosso compromisso com o reino e a vontade do Pai, como podemos ler em Lucas, capítulo dezenove, do versículo cinco ao sete, pois podemos estar agindo como religiosos e não como Cristo:

Quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa. Ele desceu a toda a pressa e o recebeu com alegria. Todos os que viram isto murmuravam, dizendo que ele se hospedara com homem pecador.” (Lucas 19.5–7, RA).

O que Jesus veio fazer? Ele veio trazer libertação, veio para aqueles que estavam doentes, veio buscar o perdido, aquele que não conhece a Deus. Mas, ao fazer isso os religiosos, moralistas e hipócritas O condenavam. Diante desta situação quem temos sido? Como Cristo, empenhado para salvar, reconciliar o perdido com o Pai ou temos feito e agido como um religioso: criticando quem está fazendo por estar no meio do perdido ou ficado no nosso mundo isolados na nossa religiosidade sem cumprirmos o nosso papel que envolve revelar o reino à todos, especialmente os desesperançados?

Como filhos de Deus, imitadores de Cristo é nosso papel e responsabilidade buscar os que estão perdidos, levando o conhecimento de nosso Deus, manifestando as Suas virtudes e conduzindo as pessoas à verdadeira liberdade.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE