Convertendo a Deus

Convertendo a Deus

foto por: Bianca Ackermann em Unsplash

O propósito do evangelho é a libertação, como Paulo afirma em Atos, capítulo quatorze, versículos quatorze e quinze:

Porém, ouvindo isto, os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgando as suas vestes, saltaram para o meio da multidão, clamando: Senhores, por que fazeis isto? Nós também somos homens como vós, sujeitos aos mesmos sentimentos, e vos anunciamos o evangelho para que destas coisas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles;” (Atos dos Apóstolos 14.14–15, RA).

Toda a mensagem do evangelho, desde que Cristo anunciou, os apóstolos e também Paulo, perante os gentios, foi para que todos, todos nós pudéssemos nos converter de nossa religiosidade ao Deus vivo. Não somos chamados para vivermos uma religião, andarmos segundo tradições, regras e leis. Não se trata de obediência a mandamentos ou mesmo vivermos com o propósito de prestarmos um serviço para sermos recompensados por ele. Somos chamados para vivermos o reino de Deus na terra, andarmos segundo os valores eternos. Não se trata de obediência, mas de compreensão e do andar segundo a natureza que Ele nos concedeu por meio de Cristo. Somos chamados para expressarmos as Suas virtudes e andarmos pelos valores eternos.

Nos convertemos a Deus quando compreendemos que Ele nos chama para vivermos o Seu reino e expressarmos a Sua glória, andando segundo a Sua natureza e expressando os valores eternos do Seu reino e não por obediência aos mandamentos, por cumprimento de liturgias e muito menos por causa da religiosidade.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE