Não se trata de dedicação

Não se trata de dedicação

foto por: congerdesign em Pixabay

Na carta aos Romanos, podemos ler no capítulo dez, versículos um e dois:

“Meus irmãos, desejo de todo o coração que o meu próprio povo seja salvo. E peço a Deus em favor deles porque eu sou testemunha de que eles são muito dedicados a Deus. Mas a dedicação deles não está baseada no verdadeiro conhecimento,” (Romanos 10.1–2, NTLHE).

E então Paulo complementa nos versículos três e quatro:

“ pois eles não conhecem a maneira como Deus aceita as pessoas e assim têm procurado conseguir isso da sua própria maneira. Eles rejeitaram o modo de Deus aceitar as pessoas. Porque, com Cristo, a lei chegou ao fim, e assim os que crêem é que são aceitos por Deus.” (Romanos 10.3–4, NTLHE).

Precisamos compreender que Deus nos aceita porque cremos que Cristo é o Salvador, o Seu enviado para nos tirar do pecado, nos libertando e nos concedendo vida, da Sua vida eterna e não não pela forma como nós fazemos, ou seja, não é pela obediência aos mandamentos e por nos empenharmos em sermos boas pessoas.

A salvação de nossa alma é decorrente de crermos em Cristo como Senhor e Salvador e confessarmos isso, não está na nossa dedicação e nem no nosso empenho para agradar a Deus.

Ouça no spotfy, Dezeer, google podcast e no castbox