A incoerência humana

A incoerência humana

foto por: Peter H em Pixabay

Um dia: deus, no outro: digno de morte, como podemos ler em Atos, capítulo quatorze, versículo dezenove:

 “Alguns judeus que tinham vindo das cidades de Antioquia e de Icônio conseguiram o apoio da multidão, apedrejaram Paulo e o arrastaram para fora da cidade, porque pensavam que ele tinha morrido.” (Atos dos Apóstolos 14.19, NTLHE).

Um pouco antes, ele e Barnabé, foram tratados como deuses e queriam oferecer sacrifício em favor deles. Depois, pelo convencimento dos judeus, são tratados como escórias e Paulo é apedrejado. Este é o tipo de atitude humana, isto revela a nossa incoerência, pois as vezes somos movidos pelas circunstâncias e dominados pelo pensamento de outros.

Não podemos viver desta maneira, sendo levados de um lado para outro, segundo o pensamento e desejos das pessoas, por isso, precisamos conhecer as Escrituras, compreender a vontade de Deus e andarmos de forma coerente com ela, independente do que possa nos ocorrer.

Devemos andar segundo a palavra e vontade de Deus para sermos coerentes com o Seu plano e vontade, revelando a Sua justiça.