Revelando a salvação recebida

Revelando a salvação recebida

foto por: Ennio Gomide

 

Em Atos, Lucas testemunhando da vida da igreja, afirma no capítulo dois, versículos quarenta e quatro e quarenta e cinco, como viviam os irmãos:

“Todos os que criam estavam juntos e unidos e repartiam uns com os outros o que tinhamVendiam as suas propriedades e outras coisas e dividiam o dinheiro com todos, de acordo com a necessidade de cada um.” (Atos dos Apóstolos 2.44–45, NTLHE).

Se trata de regra? Não! Se trata de escolha de cada um e compreensão de quem eram, a consciência de que tudo que tinham não pertencia a eles, mas para que todas as coisas pudessem ser usadas como expressão da justiça de Deus. Eram obrigados? Não! Era uma expressão de amor, gratidão, revelar da misericórdia e da compaixão.

Temos que entender que cada um faz segundo o que compreende e expressa  a maturidade que já alcançou no conhecimento de Deus. Fazermos essas coisas é expressarmos as virtudes de Deus entre nós e serve como testemunho para o mundo.

Viver a justiça de Deus, revelarmos a salvação recebida é a única certeza que podemos ter quanto ao cumprimento das Suas promessas.