Tudo por causa da vontade do Pai

Tudo por causa da vontade do Pai

foto por: ben granados em Unsplash

 

Jesus diante do governador não se defende, como podemos ler em Mateus, capítulo vinte e sete, versículos onze a quatorze:

“Jesus estava em pé diante do Governador, e este o interrogou, dizendo: — Você é o rei dos judeus? Jesus respondeu: — Quem está dizendo isso é o senhor. Mas, quando foi acusado pelos chefes dos sacerdotes e pelos líderes judeus, Jesus não respondeu nada. Então Pilatos disse: — Você não está ouvindo as acusações que estão fazendo contra você? Porém Jesus não disse nada, e o Governador ficou muito admirado com isso.” (Mateus 27.11–14, NTLHE).

Mais que compreendermos o que Jesus fez e porque ficou calado diante daqueles que o julgavam, precisamos entender porque Ele fez isso, pois é normal, natural, que tentemos nos livrar da pena de morte, especialmente quando sabemos que somos inocentes.

Mas Jesus se ofertou, Ele se colocou para morrer em nosso lugar, para cumprir a vontade do Pai, para ser instrumento de salvação de todo aquele que Nele cresse. Jesus, o Cordeiro de Deus, se ofereceu para que por meio de Sua oferta, pudéssemos ter vida e assim fizéssemos como Ele.

Somos chamados para sermos como Cristo, para fazermos de nossas vidas oferta em favor das pessoas, para que possam conhecer o Pai e a Sua vontade, por isso não podemos viver segundo os nossos interesses, nem se trata de defender os nossos direitos, mas vivermos segundo a natureza que recebemos de nosso Deus.