Quando a religiosidade excede a misericórdia

Somos chamados para exercer misericórdia e não nos atermos a regras e mandamentos criados por homens, como se o reino de Deus não tivesse prioridade, como se a misericórdia, graça e compaixão fossem algo a deixarmos em segundo plano.