O processo de reconciliação de Deus

O processo de reconciliação de Deus

foto por:  Dan Magatti em Unsplash

Jesus, o Cristo, foi enviado pelo Pai para revelá-Lo, manifestar a Sua justiça e ser o cordeiro que tira o pecado do mundo. Por meio Dele alcançamos a reconciliação e a salvação das nossas almas, sendo conduzidos ao conhecimento da Sua vontade, fazer-nos nova criatura, nos dar do Seu Espírito para que vivamos como Ele, revelando o Pai ao mundo.

Ao ouvirem, no dia de pentecoste, sobre a salvação de Deus, perguntam o que precisam fazer, como está em Atos, capítulo dois, versículo trinta e sete ao trinta e nove: “Ouvindo eles estas coisas, compungiu-se-lhes o coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar.” (Atos dos Apóstolos 2.37–39, BEARA).

Este é o processo de Deus, Cristo foi a oferta, foi na cruz cumprir a Sua justiça, nós devemos nos submeter a Ele como Senhor e Salvador das nossas vidas, batizarmos como confissão pública do nosso arrependimento e do nosso compromisso com Deus e a Sua vontade. Ao nos arrependermos e nos submetermos a Cristo, recebemos o Espírito Santo que nos ajuda na jornada, nos reconcilia com o Pai.

Anúncios