Cristo: expressão exata de Deus

Cristo: expressão exata de Deus

foto por: Ashim D’Silva em Unsplash

Cristo veio ao mundo para revelar o Pai e Seu papel foi nos ensinar sobre a Sua vontade, nos conduzir ao Seu conhecimento. Comprou-nos para Ele, remiu os nossos pecados, nos introduziu no Reino, nos inseriu na família, para que pudéssemos, ao compreendermos quem somos, sermos e andarmos como Seus imitadores.

Compreendermos quem Ele é, entendermos que é a expressão exata de nosso Deus é fundamental, para conhecermos o Seu papel e o que Ele nos atribui para fazermos. Podemos ler sobre Cristo, na carta escrita aos Hebreus, capítulo um, do versículo um ao quatro: “Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo. Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas, tendo-se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles.” (Hebreus 1.1–4, BEARA).

Jesus não é um qualquer, não se trata de um anjo superior, nem de um profeta, mas de ser Deus, constituído pelo Pai, para revelá-Lo ao mundo, ser a expressão exata de quem Ele é. Foi dado à Igreja, para ser a cabeça e conduzir a família de Deus na Sua vontade.

Assim como Cristo, precisamos entender que a Igreja foi constituída e enviada por Cristo para ser como Ele, expressar todas as virtudes de Deus e revela-Lo ao mundo, assim como Cristo fez. Temos que entender que precisamos andar de modo digno da vocação, para sermos expressão exata de nosso Deus ao mundo, conduzindo as pessoas ao Seu conhecimento e vontade.

Introdução a carta aos Hebreus

 

Reflexão do dia

Anúncios