Como será na vinda do Filho do Homem?

A volta do Senhor é certa

foto por: Prokhor Minin em Unsplash

Temos que compreender que não podemos viver como as pessoas que não tem conhecimento vivem, pois somos filhos de Deus, temos que revelar o Seu reino, manifestar a Sua glória, sermos expressão da Sua vontade aos homens.

Não se trata só de comer, beber, casar, dar em casamento, criar filhos, trabalhar, mas, de revelarmos o Reino, manifestarmos a glória do Senhor e sermos expressão plena da Sua vontade no mundo.

Jesus falando com relação ao final dos tempos, a Sua vontade, Ele afirma em Lucas no capítulo dezessete do versículo vinte e seis ao trinta: “Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. O mesmo aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e destruiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do Homem se manifestar.” (Lucas 17.26–30, BEARA).

Como temos vivido os nossos dias? Onde temos colocado o nosso coração, quais são os nossos valores? Vivemos neste mundo submissos à vontade do Pai, negamos a nós mesmo, fazendo de nossas vidas uma oferta em favor do Reino e das pessoas, conduzindo-as ao Seu conhecimento e vontade ou estamos só cuidando dos nossos interesses?

Precisamos entender que a verdadeira vida, a plenitude dela, a expressão plena de Cristo, por meio da igreja, a família de Deus, se dá quando somos a oferta, quando negamos a nós mesmos, quando morremos e seguimos o modelo de Cristo, sendo luz e sal  desta terra para que possam conhecer o Pai e a Sua vontade, pois só assim, estaremos sempre prontos para a Sua vinda e não seremos pegos de surpresa.

Anúncios