O tempo se abrevia, o Senhor voltará

Temos que entender o ensino de Paulo, como ele expõe na primeira carta aos Coríntios, no capítulo sete, do versículo vinte e nove ao trinta e um:

Isto, porém, vos digo, irmãos: o tempo se abrevia; o que resta é que não só os casados sejam como se o não fossem; mas também os que choram, como se não chorassem; e os que se alegram, como se não se alegrassem; e os que compram, como se nada possuíssem; e os que se utilizam do mundo, como se dele não usassem; porque a aparência deste mundo passa.” (1Coríntios 7.29–31 RA).

Temos que entender que embora vivendo neste mundo, não podemos ter o nosso coração nele e nem nos seus valores, pois somos peregrinos, cidadãos do reino de Deus e devemos andar segundo os valores eternos, nos despindo da natureza humana, da forma de pensar e viver, nos revestindo de Cristo. Usamos do mundo, fazendo as coisas desta vida, mas não temos o coração nelas, pois o que buscamos é eterno e a nossa vida deve ser uma expressão visível do eterno e que glorifica a Deus, honrando o Seu nome.

A cada dia que passa, mais o tempo se abrevia, mais perto está a volta do Senhor, por isso, o nosso compromisso é com o reino e com a vontade Dele, usamos do mundo, fazemos as coisas desta vida, mas não temos o coração preso a elas, pois estamos compromissados com nosso Deus e Seu reino.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE