A condição

continuarmos a nossa jornada semeando a palavra

foto por: Vignesh S em Unsplash

Entendermos que o reino de Deus não se trata de uma opção que pegamos quando for conveniente para nós, mas sim, quando nos é apresentado o evangelho, as boas novas do reino, e que devemos nos submeter a Cristo, reconhecendo O como Senhor e Salvador, negando a nós mesmos, tomando a nossa cruz, e seguindo o modelo de Cristo.

Jesus enviou os discípulos para anunciar as boas novas, como está em Lucas nove, do versículo um ao seis, mas ao final ele fala algo muito importante: “Tendo Jesus convocado os doze, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios, e para efetuarem curas. Também os enviou a pregar o reino de Deus e a curar os enfermos. E disse-lhes: Nada leveis para o caminho: nem bordão, nem alforje, nem pão, nem dinheiro; nem deveis ter duas túnicas. Na casa em que entrardes, ali permanecei e dali saireis. E onde quer que não vos receberem, ao sairdes daquela cidade, sacudi o pó dos vossos pés em testemunho contra eles. Então, saindo, percorriam todas as aldeias, anunciando o evangelho e efetuando curas por toda parte.” (Lucas 9.1–6, BEARA).

O que quer dizer sacudir o pó para aqueles que não nos recebem? Simples, que devemos anunciar a todas as pessoas, não devemos insistir com àqueles que não recebem, devemos deixar claro que estamos livres do seu sangue. O sacudir o pó, quer dizer que não temos responsabilidade mais por aquela vida.

Agora para aqueles que querem seguir, devem compreender que precisamos ir além de se submeterem, como podemos ler do versículo vinte e três ao vinte e cinco: “Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se ou a causar dano a si mesmo?” (Lucas 9.23–25, BEARA).

A condição é que neguemos a nós mesmos, morramos para os nossos desejos, tomemos a nossa cruz e sigamos o modelo oferecido por Cristo para sermos oferta em favor das pessoas para que possam conhecer o pai, independente de sermos recebidos ou não.

Anúncios