Ajudar uns aos outros na jornada

O reino de Deus se trata de da oferta que fazemos na vida do outro

foto por: Rachel em Unsplash

Duas coisas precisamos aprender para andarmos neste mundo revelando o Senhor, pois para isso fomos chamados e precisamos ser diligentes: uma é ajudarmos uns aos outros na jornada, levar da carga e a outra, é sermos brandos na forma de corrigir e ajudar, pois como qualquer um estamos sujeitos aos mesmos erros. Devemos ser suporte para que todos possam fazer a jornada segundo a vontade do Pai.

Paulo, na sua carta aos Gálatas, fala sobre estas questões no capítulo seis, nos versículos um e dois: “Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-o com espírito de brandura; e guarda-te para que não sejas também tentado.  Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo.” (Gálatas 6.1-2, BEARA).

Ser brando não é ser conivente, mas é a forma como abordamos e tratamos do assunto, dando-lhe a devida seriedade, pois como seres espirituais, filhos de Deus, não podemos aceitar o pecado no nosso meio, devemos ser zelosos quanto a vontade do Pai, e precisamos, ajudar uns aos outros na jornada, pois sabemos que as nossas diferenças nos completam como família e assim também é com relação aos pontos que somos fortes e fracos. Quando entendemos que como família, devemos ajudar uns aos outros, compreendemos a vontade do Pai e fazemos de nossas vidas a oferta em favor das pessoas para que possam crescer e amadurecer.

Anúncios