O que Jesus queria ensinar?

piotr-miazga-119392

foto por: Piotr Miazga em Unsplash

Jesus passou por uma situação assim e isto está em Lucas, capítulo quatorze, do versículo um ao quatro: “Aconteceu que, ao entrar ele num sábado na casa de um dos principais fariseus para comer pão, eis que o estavam observando. Ora, diante dele se achava um homem hidrópico. Então, Jesus, dirigindo-se aos intérpretes da Lei e aos fariseus, perguntou-lhes: É ou não é lícito curar no sábado? Eles, porém, nada disseram. E, tomando-o, o curou e o despediu. A seguir, lhes perguntou: Qual de vós, se o filho ou o boi cair num poço, não o tirará logo, mesmo em dia de sábado?” (Lucas 14.1-5, BEARA).Diante dos religiosos, quando Jesus realizava os milagres, o que Ele queria revelar? O quão poderoso era? Ou era o Seu propósito expressar a verdadeira natureza de Deus diante do posicionamento de tais pessoas? Quando Ele curava pessoas era o Seu interesse assegurar que elas permanecessem e se sujeitassem a Ele ou era uma questão de expressar a natureza do Pai? Dos que curou quantos permaneceram com Ele? São questões que precisamos aprender a olhar na perspectiva do reino e segundo a vontade do Pai.

Não era sua intenção revelar e nem usar o poder que tinha de curar para assegurar que as pessoas se sujeitassem a Ele, mas simplesmente que compreendessem a natureza do Pai. Ele procurou ensinar e revelá-Lo tanto às pessoas simples, como aos religiosos.

A verdadeira alegria de Deus está em compreendermos que a Sua vontade é que O revelemos ao mundo,  manifestando as Suas virtudes e que sejamos expressão viva da Sua graça, misericórdia, compaixão e amor com as pessoas.

Somos chamados, como Cristo e envidados para revelar o Pai, para sermos expressão viva de Quem Ele é e da Sua misericórdia e graça neste mundo por meio da Igreja, o Corpo de Cristo.

Anúncios