Quem é o Cristo?

jad-limcaco-256487

foto por: Jad Limcaco em Unsplash

Jesus ensinando e chamando a atenção de Seus discípulos, faz esta pergunta a eles. Primeiro quem a multidão pensava que Ele era. Isto está em Lucas nove, no versículo dezoito: “Estando ele orando à parte,achavam-se presentes os discípulos, a quem perguntou: Quem dizem as multidões que sou eu?” (Lucas 9.18, BEARA) . No dezenove eles respondem o que a multidão entendia, e não compreendia que Ele era o filho de Deus, o Cristo.Como aprendemos e conhecemos quem é Jesus, o Cristo? Não tem outra maneira que não vivendo por fé, primeiro compreendemos que Ele é o Salvador, depois entendemos que é o Senhor sobre tudo, que Ele é o Cristo, o que restaura todas as coisas. Cremos e aceitamos pelas palavras proferidas por Ele, por expressar o Pai, entendendo que Ele ofertou a Sua vida em nosso favor, num ato de amor, para nos resgatar para Deus. E ao entendermos isso, faremos o mesmo com relação as nossas vidas.

Depois ele faz a pergunta a Seus discípulos, isto no versículo vinte: “Mas vós, perguntou ele, quem dizeis que eu sou? Então, falou Pedro e disse: És o Cristo de Deus.” (Lucas 9.20, BEARA). Ai, depois desta conversa, no vinte e dois, ele fala sobre o que o Cristo passaria, como podemos ler: “dizendo: É necessário que o Filho do Homem sofra muitas coisas, seja rejeitado pelos anciãos, pelos principais sacerdotes e pelos escribas; seja morto e, no terceiro dia, ressuscite.” (Lucas 9.22, BEARA).

Pelas reações e ações que foram tomadas, eles ouviram, mas não escutaram o que Jesus afirmou. Nós muitas vezes fazemos o mesmo, por isso precisamos estar atentos quanto ao que recebemos de ensino, para refletirmos e julgarmos segundo a palavra (por isso precisamos conhecê-la),  e entendendo, possamos nos empenhar em conhecê-la cada vez mais e vivermos segundo a Sua vontade, comprometidos com o propósito que Ele estabeleceu para nós.

Não devemos ser religiosos, mas precisamos entender, não só quem é Cristo, mas compreendermos que nós somos como Ele, a Sua expressão visível, a Sua manifestação ao mundo e que devemos ofertar as nossas vidas em favor das pessoas para que sejamos modelos para os que vierem a crer, instrumentos de ensino para que entendam a vontade  do Pai.

Anúncios