Não podemos nos ceder a um evangelho diferente

austin-schmid-37423 - 500x250

foto por: Austin Schmid em Unsplash

Somos chamados à liberdade, Cristo veio para nos livrar do domínio do pecado e sermos feitos servos da justiça. Não somos mais escravos do pecado e aceitamos isso por fé, por meio da Sua obra em nosso favor e compreendemos que não há nada que possamos fazer, nem obediência a mandamentos e nem qualquer tipo de empenho a envidar para que alcancemos a reconciliação com Deus, ela é pela Sua graça, não somos merecedores, este é o evangelho do Senhor.

Diante deste fato Paulo, na carta aos Gálatas, fala sobre pessoas que se introduzem em nosso meio querendo que obedeçamos à lei e mandamentos para alcançarmos a salvação, mas devemos rejeitar este tipo de posicionamento, pois se trata de outro evangelho.

Paulo, no capítulo dois, do versículo três ao cinco fala sobre isso: “Tito estava comigo, mas ele não foi obrigado a circuncidar-se, embora ele não seja judeu. Porém alguns tinham se juntado ao nosso grupo, fazendo de conta que eram irmãos na fé, e queriam circuncidá-lo. Eram homens que tinham entrado para o grupo como espiões a fim de espiar a liberdade que temos por estarmos unidos com Cristo Jesus e para nos tornar escravos de novo. Mas em nenhum momento nós cedemos, pois queríamos que vocês tivessem o verdadeiro evangelho.” (Gálatas 2.3–5, NTLHE).

E no versículo dezesseis, ele fala que somos aceitos pela graça de Deus: “Mas sabemos que todos são aceitos por Deus somente pela fé em Jesus Cristo e não por fazerem o que a lei manda. Assim nós também temos crido em Cristo Jesus a fim de sermos aceitos por Deus pela nossa fé em Cristo e não por fazermos o que a lei manda. Pois ninguém é aceito por Deus por fazer o que a lei manda.” (Gálatas 2.16, NTLHE). Diante deste entendimento, ele afirma no vinte e um: “Eu me recuso a rejeitar a graça de Deus. Pois, se é por meio da lei que as pessoas são aceitas por Deus, então a morte de Cristo não adiantou nada!” (Gálatas 2.21, NTLHE).

Não podemos deixar que outro evangelho seja ensinado entre nós. Precisamos ter o entendimento claro da reconciliação pela graça, por meio da fé em Cristo. Ele se ofertou para que recebêssemos isso de Deus, e  como Ele, devemos nos ofertar em favor das pessoas para que possam conhecê-Lo e a Ele se submeterem.

Anúncios