Uma fé tem que expressar compaixão

A fé se revela por obras

foto por: ORNELLA BINNI em Unsplash

Não há muito a ser feito quando não existe o entendimento sobre o que é fé, como ela se expressa e a sua fonte. A fé provém do conhecimento que aprendemos no ouvir da palavra de Cristo. Este conhecimento se traduz no entendimento da vontade de Deus, na Sua obra em nossas vidas e na submissão à Sua vontade. Quando nos submetemos à vontade de Deus, realizamos as Suas obras, pois fazemos de nossas vidas uma oferta e entendemos que O expressamos quando agimos como Ele diante das pessoas. A verdadeira expressão de fé está em agirmos em favor de todos, suprindo suas necessidades, sendo luz em suas vidas para que conheçam o Pai.

Tiago falando com relação a fé e o suprir da necessidade dos outros, afirma no capítulo dois de sua carta, do versículo quatorze ao dezessete: “Meus irmãos, que adianta alguém dizer que tem fé se ela não vier acompanhada de ações? Será que essa fé pode salvá-lo? Por exemplo, pode haver irmãos ou irmãs que precisam de roupa e que não têm nada para comer. Se vocês não lhes dão o que eles precisam para viver, não adianta nada dizer: “Que Deus os abençoe! Vistam agasalhos e comam bem.” Portanto, a fé é assim: se não vier acompanhada de ações, é coisa morta.” (Tiago 2.14–17, NTLHE). E ele afirma no verso vinte e seis: “ Portanto, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem ações está morta.” (Tiago 2.26, NTLHE).

A fé que é fé se revela em ações, na expressão das virtudes de Deus e não somente na hipocrisia religiosa do muito falar e do nada fazer. Revelamos nossa maturidade quando compreendendo a vontade de Deus, nos sujeitamos a ela e vivemos conforme o Seu plano e propósito, fazendo de nossas vidas uma oferta em favor das  pessoas para que O conheçam. A verdadeira fé se revela no aspecto de nos  movermos em favor das pessoas, como um ato de compaixão para que cheguem ao conhecimento de Deus e a liberdade oferecida por Ele.

Anúncios