Devemos viver como filhos da luz!

Como Cristo, precisamos ser luz no mundo

foto por: Ales Krivec em Unsplash

Deus nos chamou para vivermos na luz, conforme a Sua vontade, sendo expressão da Sua justiça, revelando e manifestando o Seu amor às pessoas e as obras que glorificam o Seu nome, portanto, devemos entender isso e vivermos como Seus filhos.

Paulo escrevendo aos Tessalonicenses, na primeira carta, capítulo cinco, versículos oito e nove afirma: “Mas nós, que somos do dia, devemos estar em nosso perfeito juízo. Nós devemos usar a fé e o amor como couraça e a nossa esperança de salvação como capacete. Deus não nos escolheu para sofrermos o castigo da sua ira, mas para nos dar a salvação por meio do nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós para podermos viver com ele, tanto se estivermos vivos como se estivermos mortos quando ele vier.” (1Tessalonicenses 5.8–10, NTLHE). E então, no versículo onze: “Portanto, animem e ajudem uns aos outros, como vocês têm feito até agora.” (1Tessalonicenses 5.11, NTLHE). Temos e precisamos ajudar uns aos outros nesta jornada, como expressão de amor e cuidado do Pai conosco. Mas para fazermos isso, precisamos, como ele afirma do versículo dezesseis ao vinte e dois: “Estejam sempre alegres, orem sempre e sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões. Isso é o que Deus quer de vocês por estarem unidos com Cristo Jesus. Não atrapalhem a ação do Espírito Santo. Não desprezem as profecias. Examinem tudo, fiquem com o que é bom e evitem todo tipo de mal.” (1Tessalonicenses 5.16–22, NTLHE).

Vivemos desta maneira quando compreendemos quem somos, o que recebemos e que, como Cristo, precisamos fazer da nossa vida uma oferta em favor do outro para que conheça o Pai, pois é no “dar”, é na “oferta” que está a verdadeira alegria, não em receber e querer resolver as nossas carências.

Anúncios