Para quem vivemos

Foto: SHTTEFAN on Unsplash

Não temos alternativa, outro caminho, outra forma de viver que não debaixo do temor, no conhecimento da verdade e no empenho de viver a vontade de Deus. Temos que revelar esta verdade a todos e com o entendimento que somos a expressão da Sua justiça, temos que viver neste mundo para Aquele que por nós  morreu e ressuscitou para que tivéssemos vida e não para nós mesmos.

Paulo em sua segunda carta aos Coríntios, no capítulo cinco, no versículo onze menciona: “Sabemos o que quer dizer temer o Senhor e por isso procuramos levar as pessoas à verdade.,,.” (2Coríntios 5.11, NTLHE). E depois de falar isto, ele afirma nos versículos quatorze e quinze: “Porque somos dominados pelo amor que Cristo tem por nós, pois reconhecemos que um homem, Jesus Cristo, morreu por todos, o que quer dizer que todos tomam parte na sua morte. Ele morreu por todos para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas vivam para aquele que morreu e foi ressuscitado para a salvação deles.” (2Coríntios 5.14–15, NTLHE).

Não se trata de pregarmos e ensinarmos sobre uma utopia e nem sofismas, mas de revelarmos a verdade. Não se trata de ajuntarmos pessoas, mas de revelarmos o Pai, Sua natureza e segundo o mesmo exemplo de Cristo, fazer de nossa vida uma oferta em favor de todos, conduzindo-os ao conhecimento e compreensão da Sua vontade, bem como vivermos para Aquele que é Senhor sobre todas as coisas e que se ofereceu em nosso favor para termos vida.

Anúncios