Fazendo a vontade de Deus

Precisamos compreender que o reino de Deus não se trata de religião, de ser cristão, ir as reuniões, orar, mas, em para quem, como e porque fazemos para as pessoas. Não se trata de alcançar ou fazer “o que”, mas, de andar segundo a vontade de Deus, sendo membro da Sua família. Ele não quer devotos, mas pessoas que se comprometem com a Sua vontade e vivam segundo ela, revelando-O e fazendo de suas vidas uma oferta em favor dos outros, como Cristo fez.

Ser membro da família de Deus, como Jesus afirmou em Marcos, no capítulo três, no versículo trinta e cinco, está relacionado a fazer a vontade do Pai, como podemos ler: “Pois quem faz a vontade de Deus é meu irmão, minha irmã e minha mãe.” (Marcos 3.35, NTLHE).

Fazer a vontade do Pai, está em aprendermos com Cristo a olhar a multidão, a vermos nela, nossos irmãos que precisam entender quem são, de onde vieram e o que o Pai deseja lhes oferecer. Temos que entender que para sermos membros da Sua família, temos que viver como Jesus, fazendo da nossa vida uma oferta em favor das pessoas, olhando-as com compaixão, compreendendo a sua situação e nos oferecermos para sermos instrumentos de reconciliação, expressão do Deus vivo, para que proclamando a libertação, restaurando a visão, os conduzamos à liberdade para que possam viver o reino segundo a vontade do Pai.

Anúncios