Tudo é uma questão de fruto

Tudo é uma questão de fruto

foto por:  Lindsey Garcia em Unsplash

João Batista falando aos religiosos, afirma que precisa produzir frutos, como podemos ler em Mateus, no capítulo três, versículo dez:

O machado já está pronto para cortar as árvores pela raiz. Toda árvore que não dá frutas boas será cortada e jogada no fogo.” (Mateus 3.10, NTLHE).

Não é uma questão de parecer ser bom, não se trata de produzir qualquer tipo de fruto, mas de produzirmos frutos que manifestam o nosso arrependimento e o compromisso que estabelecemos na nova aliança, para sermos filhos e revelarmos o nosso Deus ao mundo.

Produzir frutos de arrependimento, revelar as virtudes de Deus não tem nada a ver com a nossa salvação, reconciliação com Deus, pois a mesma nos é concedida pela graça de Deus, por meio da fé em Cristo.

Tendo o conhecimento da salvação, precisamos revelar os frutos de arrependimento e fazermos a jornada de amadurecimento para revelarmos as virtudes de Deus por causa da obra que Ele realizou em nós, fazendo-nos à imagem de Cristo e concedendo nos da Sua natureza para andarmos neste mundo como Ele, por isso, os frutos que expressamos revelam o nosso comprometimento com o Senhor.

Nossa vida não se trata de aparentar, mas de expressarmos os frutos que revelam o nosso Deus ao mundo.