Entre perseguição e bonança

Entre perseguição e bonança

foto por: Konyvesotto em Pixabay

Em Atos, no capítulo nove, versículo trinta e um, podemos ler:

Em toda a região da Judéia, Galiléia e Samaria, a Igreja estava em paz. Ela ficava cada vez mais forte, crescia em número de pessoas com a ajuda do Espírito Santo e mostrava grande respeito pelo Senhor Jesus.” (Atos dos Apóstolos 9.31, NTLHE).

Duas coisas podemos perceber: a primeira é que a Igreja sempre viveu momentos de paz, tranquilidade, crescimento e também momentos de perseguição. Tudo isso, temos que entender que faz parte do processo, pois assim o Pai permite que haja o fortalecimento e também o crescimento da Igreja. O segundo aspecto, é como ela crescia, pois podemos observar que não se tornava mais forte, como crescia em número, que havia uma consciência clara de que todo o processo era por causa do Espírito Santo, mas o importante é que havia um grande respeito pelo Senhor Jesus.

Respeitar o Senhor Jesus é andarmos submissos à Sua vontade, seguindo o Seu exemplo, buscando conhecimento e compreensão do Seu querer e principalmente, glorificando o Seu nome, andando em amor, fazendo de nossas vidas oferta em favor do mundo.

Temos que compreender que a Igreja cresce quando há momentos de bonança e de perseguição, mas a maturidade é decorrente de honrarmos o Senhor, revelando respeito por Ele e Sua vontade.