Na luz ou nas trevas

João em sua primeira carta fala sobre estar na luz ou andar nas trevas, como podemos ler no capítulo dois, do versículo nove ao onze:

Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão, até agora, está nas trevas. Aquele que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há nenhum tropeço. Aquele, porém, que odeia a seu irmão está nas trevas, e anda nas trevas, e não sabe para onde vai, porque as trevas lhe cegaram os olhos.” (1João 2.9–11 RA).

A expressão de Deus em revelar o conhecimento que temos Dele não está nas palavras, mas em nossas atitudes de nos fazer oferta em favor dos outros como Cristo. Não tem como dizermos que conhecemos o Pai e odiamos as pessoas. Não tem como falarmos que amamos a Deus e não O honrarmos. Não estamos falando de perfeição, mas de compromisso, podemos até pecar, mas não permaneceremos no pecado e arrependidos pedimos o perdão. Revelamos o conhecimento de Deus e afirmamos que andamos na luz por amarmos uns aos outros e por fazermos de nossas vidas, oferta em favor das pessoas para que conheçam o Pai.

Estamos na luz ou nas trevas não porque falamos de Deus, lemos as Escrituras e frequentamos cultos, pois isto somente revela a nossa religiosidade, expressamos que estamos na luz porque imitamos a Cristo, andamos na verdade e revelamos o reino de Deus neste mundo, enchendo a terra com o conhecimento da glória do Senhor.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE