Deixando se enganar pelas coisas da vida

Deixando se enganar pelas coisas da vida

foto por: Christian Joudrey em Unsplash

Jesus ensinando sobre a Palavra de Deus, afirma que é como a semente que cai em diferentes tipos de terra que podem ou não frutificar, como podemos ler em Mateus, capítulo treze, versículo vinte e dois:

Outras pessoas são parecidas com as sementes que foram semeadas no meio dos espinhos. Elas ouvem a mensagem, mas as preocupações deste mundo e a ilusão das riquezas sufocam a mensagem, e essas pessoas não produzem frutos.” (Mateus 13.22, NTLHE).

Precisamos entender que produzir frutos está relacionado ao nosso compromisso com Deus e o Seu reino no viver em sua plenitude em primeiro lugar, isto é, nos comprometermos com a santificação e viver da justiça de Deus, revelando as Suas virtudes a todas as pessoas.

Deixamos de gerar os frutos que precisamos, quando nos envolvemos com os valores deste mundo, nos corrompendo, rejeitando a prática da justiça, andando em mentiras, hipocrisias, atos de corrupção, egoísmo e ganância, não compreendendo que a razão de nosso viver é revelarmos as virtudes do Pai, manifestando o Seu reino neste mundo.

Somos enganados e estamos equivocados quando achamos que podemos viver o reino de Deus, praticando atos de corrupção segundo a natureza humana, nos deixando enganar pelas coisas dessa vida e não nos comprometendo com o que é eterno.