Incrédulos e de coração duro

Incrédulos e de coração duro

foto por: Mark Boss em Unsplash

Quantas vezes agimos como os discípulos de Jesus mantendo o nosso coração duro e somos incrédulos quanto ao que está nos falando e ensinando. Assim foi com relação à ressurreição e assim fazemos com muitas outras coisas que Ele está revelando em nosso dia a dia.

Ao agirmos com incredulidade e ficarmos de coração duro, deixamos de experimentar e viver o melhor que o Pai preparou para nós. Na ressurreição tivemos este comportamento por parte dos apóstolos, como podemos ler em Marcos, capítulo dezesseis, versículo quatorze: “Finalmente, apareceu Jesus aos onze, quando estavam à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, porque não deram crédito aos que o tinham visto já ressuscitado.” (Marcos 16.14, BEARA).

Agimos assim, porque não cremos no que os outros falam e que está alinhado com as Escrituras, mas queremos que também, fale conosco, mas não procuramos o conhecimento da vontade de Deus nas Escrituras. Queremos aprender e conhecê-Lo sem que haja o sacrifício e o esforço de fazer e viver a Sua vontade.

Não podemos continuar a viver sem o conhecimento do Pai, sem a compreensão da Sua vontade e quando temos uma palavra que traz revelação, não podemos permanecer na nossa incredulidade e nem na dureza de nosso coração.

Anúncios