Maturidade que nos isenta de culpa

foto por: Jake Melara em Unsplash

Paulo, na sua primeira carta aos Tessalonicenses,  capítulo três, do versículo onze ao treze, afirma:

Ora, o nosso mesmo Deus e Pai, e Jesus, nosso Senhor, dirijam-nos o caminho até vós, e o Senhor vos faça crescer e aumentar no amor uns para com os outros e para com todos, como também nós para convosco, a fim de que seja o vosso coração confirmado em santidade, isento de culpa, na presença de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos.” (1Tessalonicenses 3.11–13 RA).

A isenção da culpa, a certeza do perdão, não está somente no que ouvimos, na prática religiosa e no cumprimento de rituais, mas na maneira como traduzimos a compreensão do evangelho, do perdão recebido, na certeza do amor de Deus derramado em nossas vidas e na expressão deste amor nos nossos relacionamentos decorrente da maturidade e do entendimento que temos da obra que Ele realizou em nosso favor, nos fazendo um novo ser para sermos expressão do nosso Deus neste mundo. Quando amamos, colocando nossas vida em favor daqueles que não compreendem, sendo instrumentos de edificação e este amor se manifesta a todos.

Viver o evangelho de nosso Senhor é a certeza do perdão recebido e na expressão deste amor em favor do reino de Deus, conduzindo as pessoas à maturidade e a revelar esta salvação nos nossos relacionamentos, de maneira que Deus seja visto nas nossas relações.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE