Fazermos obras íntegras diante de Deus

foto por: Mike Newbry em Unsplash

Jesus falando à Igreja de Sardes, no livro de Apocalipse, capítulo três, versículos dois e três afirma:

Sê vigilante e consolida o resto que estava para morrer, porque não tenho achado íntegras as tuas obras na presença do meu Deus. Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, guarda-o e arrepende-te. Porquanto, se não vigiares, virei como ladrão, e não conhecerás de modo algum em que hora virei contra ti.” (Apocalipse 3.2–3 RA).

A igreja, o corpo de Cristo, a família de Deus não é lugar onde coexistem as obras da trevas e os valores eternos do reino. Precisamos entender que somos chamados para vivermos a plena vontade do Senhor, expressando os valores eternos e realizando obras que expressem equidade e justiça. Quando andamos como filhos do mundo, fazendo obras que não expressam a natureza de nosso Deus, revelamos que não estamos compromissados com a Sua vontade, mas somente sendo imaturos e não nos submetemos à Cristo como Senhor.

Tudo que fazemos, todas as nossas obras para serem íntegras, precisam ser realizadas diante de Deus segundo os valores eternos, expressando a vontade do Pai e andando na verdade, pois é a única maneira de darmos o perfeito louvor ao Senhor.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s