Sendo um hipócrita e religioso

Sendo um hipócrita e religioso

foto por: Lerone Pieters em Unsplash

Jesus em uma de suas conversas, nos ensina sobre a vontade de Deus e a maneira de vivermos, como podemos ler em Mateus, capítulo quinze, do versículo três ao nove:

Ele, porém, lhes respondeu: Por que transgredis vós também o mandamento de Deus, por causa da vossa tradição? Porque Deus ordenou: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser a seu pai ou a sua mãe seja punido de morte. Mas vós dizeis: Se alguém disser a seu pai ou a sua mãe: É oferta ao Senhor aquilo que poderias aproveitar de mim; esse jamais honrará a seu pai ou a sua mãe. E, assim, invalidastes a palavra de Deus, por causa da vossa tradição. Hipócritas! Bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.” (Mateus 15.3–9, RA).

Há uma necessidade premente de compreendermos a vontade de Deus e sermos instrumentos de Sua justiça, conduzindo e ensinando as pessoas a viverem o evangelho e a vontade do Pai. Não é pela religiosidade que revelamos o reino e cumprimos a vontade de Deus, mas, pelo fato de nos submetermos ao Espírito que nos conduz e capacita para vivermos neste mundo dentro da vontade de nosso Deus.

Precisamos compreender que não podemos ser hipócritas religiosos, mas aprendermos a viver dentro da vontade de Deus, sendo instrumento e expressão desta justiça e não simplesmente promulgadores de regras e mandamentos que não estão alinhados com a Palavra.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE