Como devemos viver, esperando o Senhor

Como devemos viver, esperando o Senhor

foto por: Jessica Wong em Unsplash

Na primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses, capítulo cinco, do versículo quatro ao oito, ele afirma:

“Mas vocês, irmãos, não estão na escuridão, e o Dia do Senhor não deverá pegá-los como um ladrão, que ataca de surpresa. Todos vocês são da luz e do dia. Nós não somos da noite nem da escuridão. Por isso não vamos ficar dormindo, como os outros, mas vamos estar acordados e em nosso perfeito juízo. Os que dormem dormem de noite, e os que bebem é de noite que ficam bêbados. Mas nós, que somos do dia, devemos estar em nosso perfeito juízo. Nós devemos usar a fé e o amor como couraça e a nossa esperança de salvação como capacete.” (1Tessalonicenses 5.4–8, NTLHE).

O que significa estar no nosso perfeito juízo? É uma questão que devemos compreender, o que significa ser do dia, da luz? São estes pontos que determinam como devemos viver neste mundo, mas para que andemos na vontade de Deus, temos que nos lembrar quem somos e a Sua obra em nossas vidas e não nos esquecermos de que estamos Nele, que participamos de Sua natureza e que fomos feitos à imagem de Cristo e devemos andar como Ele, expressando as virtudes de nosso Deus e Pai e não os nossos desejos e nem andando pela forma de pensar natural, mas como Cristo: ofertando as nossas vidas em favor das pessoas para que conheçam ao nosso Deus.

Esperamos a volta do Senhor quando vivemos como Seus filhos, representando o reino, revelando a justiça e os valores eternos, manifestando Cristo em nossas ações, pois somos as cartas vivas e o Seu bom perfume.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLEPODCAST