Expressão da graça de Deus

Expressão da graça de Deus

foto por: Jan Weber em Unsplash

Jesus ensinando em João, sobre expressão da graça de Deus, diante da atitude dos religiosos, no capítulo oito, versículo três a cinco, sobre a mulher adúltera:

“Aí alguns mestres da Lei e fariseus levaram a Jesus uma mulher que tinha sido apanhada em adultério e a obrigaram a ficar de pé no meio de todos. Eles disseram: — Mestre, esta mulher foi apanhada no ato de adultério. De acordo com a Lei que Moisés nos deu, as mulheres adúlteras devem ser mortas a pedradas. Mas o senhor, o que é que diz sobre isso?” (João 8.3–5, NTLHE).

Depois que todos foram embora, não condenando a mulher, Jesus afirma nos versículos dez e onze:

“Então Jesus endireitou o corpo e disse: — Mulher, onde estão eles? Não ficou ninguém para condenar você? — Ninguém, senhor! — respondeu ela. Jesus disse: — Pois eu também não condeno você. Vá e não peque mais!]” (João 8.10–11, NTLHE).

Assim como Cristo não condenou a mulher adúltera, mas ofereceu-lhe o perdão e a oportunidade de mudar sua vida, nós, como Igreja do Senhor, expressão da Sua graça e amor, não podemos agir diferente, mas ao nos depararmos com pessoas que vivem fora da vontade do Pai, devemos revelar a mesma atitude de Jesus e conceder as elas a oportunidade de mudar de vida, conhecendo a verdadeira liberdade em Cristo, não sendo acusadores como os religiosos.

Entendermos que não somos responsáveis por acusar e condenar as pessoas, mas instrumentos para revelar a graça de nosso Deus é que fará a diferença neste mundo.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLEPODCAST