Mantermos viva a esperança da Salvação

Mantermos viva a esperança da Salvação

foto por: Chris Henry em Unsplash

Podemos ler em Mateus, capítulo onze, do versículo quatro a seis, sobre a resposta de Jesus quanto a dúvida de João Batista ser Ele ou não o Messias:

“ Jesus respondeu: — Voltem e contem a João o que vocês estão ouvindo e vendo. Digam a ele que os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são curados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e os pobres recebem o evangelho. E felizes são aqueles que não abandonam a sua fé em mim!” (Mateus 11.4–6, NTLHE).

Podemos ter dúvidas? Pode a incerteza brotar em nosso coração? Sim. Esta é uma questão que precisamos aprender a conviver, principalmente diante da nossa imaturidade e falta de conhecimento no início de nossa jornada. Mas também, factível quando não crescemos na fé, mantendo a nossa imaturidade.

Não abandonamos a fé e a esperança de nossa salvação, quando enveredamos pelo caminho para buscar o conhecimento de Deus e Sua vontade para as nossas vidas, pois somente assim iremos crescer, conhecer ao Pai e a nossa fé irá aumentar em plenitude pelo conhecimento das promessas de Cristo. Nossa vida se trata dessa jornada que envolve conhecer o Pai e a Jesus a quem Ele enviou.

Não existe maneira de nos firmarmos na fé, se não pelo conhecimento de Deus e da Sua vontade para não abandonarmos a esperança da salvação e a convicção na obra que Cristo realizou em nosso favor.