Somos ou não seguidores de Cristo?

Somos ou não seguidores de Cristo?

foto por:  Annie Spratt em Unsplash

Em Mateus, no capítulo dez, versículos trinta e sete e trinta e nove, Jesus ensinando, afirma:

“ — Quem ama o seu pai ou a sua mãe mais do que ama a mim não merece ser meu seguidor. Quem ama o seu filho ou a sua filha mais do que ama a mim não merece ser meu seguidor. Não serve para ser meu seguidor quem não estiver pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhar. Quem procura os seus próprios interesses nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo, porque é meu seguidor, terá a vida verdadeira.” (Mateus 10.39, NTLHE).

Do que se trata o reino de Deus? Esta é a questão que temos que refletir, pois não é uma vida religiosa, nem uma questão de obediência a mandamentos, mas a compreensão do que Deus fez por nós, por meio de Cristo e a maneira como devemos viver. Termos o reino de Deus em primeiro lugar, não se trata de priorizar, mas de vivermos a plenitude da Sua vontade, os valores eternos e não nos deixarmos corromper por mais nada e nem por ninguém.

Para seguirmos a Cristo precisamos abandonar todos os valores e pensamentos deste mundo, andarmos pela justiça de Deus, morrendo para tudo que é deste mundo e seus valores, para que possamos, como Cristo, ser oferta em favor de todos. A verdadeira vida experimentamos quando andamos pelos valores do reino em favor de pessoas, não na busca dos nossos interesses e nem a satisfação da nossa vontade e nem nos sucumbindo à corrupção humana.

Somos seguidores de Cristo quando entendemos que temos que morrer para nós e vivermos a plena vontade de Deus em favor das pessoas, revelando o reino e manifestando o Pai ao mundo, como Cristo.