Nada mudou

Nada mudou

foto por: Isaac Quesada em Unsplash

Jesus revelando compaixão, agindo como Filho de Deus, dando nos o exemplo, ensina em Mateus, no capítulo nove, versículos trinta e cinco e trinta e seis:

“Jesus andava visitando todas as cidades e povoados. Ele ensinava nas sinagogas, anunciava a boa notícia sobre o Reino e curava todo tipo de enfermidades e doenças graves das pessoas. Quando Jesus viu a multidão, ficou com muita pena daquela gente porque eles estavam aflitos e abandonados, como ovelhas sem pastor.” (Mateus 9.35–36, NTLHE).

Nós precisamos entender que temos o mesmo papel de Cristo, fomos designados por Ele para fazer a mesma coisa: trazer alívio para às pessoas. E temos que compreender que nada mudou, pois a necessidade é a mesma, e as pessoas estão aflitas e abandonadas sem saber onde ir, sendo presas de lobos que existe em nosso meio.

Como Ele, precisamos revelar compaixão e fazermos de nossas vidas oferta, agirmos como Cristo, nos ofertando em favor das pessoas para que possam conhecer o Pai e entendermos que temos que ser como pastores no meio da multidão, não usando delas, mas sendo oferta em seu favor para que conheçam o Pai e a Sua vontade.

Compreendermos que devemos seguir o modelo de Cristo, sermos Seus imitadores, depende da oferta que fazemos de nós mesmos em favor das pessoas, expressando a compaixão, para conduzi-las ao conhecimento do Pai, caso contrário nada irá mudar.