Expectativas equivocadas?

Expectativas equivocadas?

foto por: Tandem X Visuals em Unsplash

Podemos ler sobre a atitude das pessoas, durante a crucificação em Lucas, capítulo vinte e três, versículos quarenta e oito e quarenta e nove:

“Todos os que estavam reunidos ali para assistir àquele espetáculo viram o que havia acontecido e voltaram para casa, batendo no peito em sinal de tristeza. Todos os amigos de Jesus e as mulheres que o tinham seguido desde a Galiléia ficaram de longe, olhando tudo aquilo.” (Lucas 23.48–49, NTLHE).

Talvez todos os seguidores de Cristo, inclusive os discípulos e mulheres, tenham tido a mesma expectativa de Judas quanto ao fato de Cristo ser o Messias esperado pela nação. Mas mesmo com este pensamento não agiram como Judas, mas, voltaram para as suas casas tristes por tudo que estava acontecendo.

Por que agiram assim? Pelo fato de não terem os seus entendimentos iluminados e por agirem segundo o que esperavam, pois é inegável que estando juntos em todo o processo, a expectativa era de que Cristo desse uma virada em tudo aquilo e revelasse, com poder e glória que Ele era o Messias. E não compreenderam e nem se lembraram das palavras que Jesus havia proferido sobre aquele momento.

Que possamos conhecer as Escrituras, ter o entendimento iluminado e compreendermos os processos de Deus e não vivermos segundo a expectativa do pensamento natural, mas revelá-Lo em todas a situações ao mundo.