O sacrifício que alegra a Deus

O sacrifício que alegra a Deus

foto por: Steady Hand Co. em Unsplash

Queremos fazer sacrifícios que não requer muito de nós, prestar um serviço ou fazer coisas que não dependa de ser nós a oferta, mas não é isso que Deus deseja. Precisamos aprender sobre o sacrifício que alegra o nosso Deus e Pai, para que possamos nos ofertar com um coração alegre.

Davi, arrependido de seu pecado, confessa a Deus e afirma, no salmo cinquenta e um, versículos dezesseis e dezessete: “Tu não queres que eu te ofereça sacrifícios; tu não gostas que animais sejam queimados como oferta a ti. Ó Deus, o meu sacrifício é um espírito humilde; tu não rejeitarás um coração humilde e arrependido.” (Salmo 51.16–17, NTLHE).

Um coração humilde é o reconhecimento da dependência e da miserabilidade diante de Deus que nos conduz a nos colocarmos em Suas mãos para aprendermos a viver segundo o Seu querer praticando obras de justiça que O glorifica, pois quando assim fazemos, reconhecemos que Ele nos capacitou para vivermos a Sua plena vontade e não para andarmos pela nossa arrogância e ignorância espiritual.

Alegramos a Deus quando nos colocamos diante Dele, não querendo oferecer algo para agradá-Lo, mas quando nos oferecemos para que a Sua vontade se cumpra em nós e através de nós, alcançando vidas e revelando a Sua glória.