A criticidade de conhecer o Pai

A criticidade de conhecer o Pai

foto por: Tim Mossholder em Unsplash

Para que o amor de Deus esteja em nós, para que sejamos unidos a Ele e compreendamos quem somos e o que temos que fazer como imitadores de Cristo, depende de conhecermos o Pai, pois é no conhecimento Dele que entendemos quem somos e Sua obra em nossas vidas, que o Seu amor se revelará por meio de nós e que agiremos como discípulos de Cristo, andando como Ele e revelando o Pai ao mundo.

Jesus em Sua oração, no evangelho de João, capítulo dezessete, versículos vinte e cinco e vinte e seis afirma: “Pai justo, o mundo não te conhece, mas eu te conheço; e aqueles que me deste sabem que tu me enviaste. Eu fiz com que eles te conheçam e continuarei a fazer isso para que o amor que tens por mim esteja neles e para que eu também esteja unido com eles.” (João 17.25–26, NTLHE).

Diante disto como encaramos a criticidade de conhecermos o Pai? Agora, fazendo o que estamos fazendo iremos conhecê-Lo? São duas coisas que precisamos responder para nós mesmos, olhando o que estamos fazendo, pois se o nosso esforço não está em conhecer o Pai, não entenderemos plenamente quem somos e nem revelaremos a plenitude da Sua vontade ao mundo, pois não estaremos andando de forma unida com Ele e não expressaremos o conhecimento Dele, poderemos até ser religiosos devotos, mas não revelaremos Cristo como é o papel da Igreja, o Corpo de Cristo.