Todos somos filhos de Deus?

Todos somos filhos de Deus?

foto por: Jude Beck em Unsplash

Este é um equívoco que temos, pois se pensamos que todos são filhos de Deus, estamos enganados em nosso posicionamento e entendimento, pois filhos são os que se convertem, que creem em Cristo Jesus como o único salvador e que se submetem a Ele e creem que Ele é poderoso para salvar, pois os que assim fazem, nasceram de novo e andam no mundo como um ser espiritual que se empenha para ser quem Deus planejou e que O revela ao mundo por meio da Sua família, a igreja.

No evangelho de João, capítulo um, do versículo onze ao treze podemos ler sobre esta questão: “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” (João 1.11–13, BEARA).

Ser filho não se trata de frequentar uma religião, mas, de crer que Cristo é o salvador, o que nos reconcilia com o Pai e que vive neste mundo consciente de sua jornada de amadurecimento e santificação, pois só assim, pode andar na vontade do Pai e conduzir todas as pessoas a verem Deus.

Filhos somos nós que cremos em Cristo, confiamos em Sua obra em nosso favor e nos comprometemos com a Sua vontade e vivemos para fazê-la, como Cristo, revelando o Deus invisível a todas as pessoas. Qualquer coisa diferente disto é religiosidade e não tem nada a ver com o reino de Deus.